• Admin

Aeroporto Internacional de Maputo certificado para receber voos de todo o mundo


O Aeroporto internacional de Maputo recebeu, no dia 27 de Agosto de 2018, nas suas instalações o certificado operacional, que o confere, a partir de já, padrões internacionalmente exigidos para receber voos vindos de todas as partes do mundo. Para o efeito, o Instituto de Aviação de Moçambique, autoridade competente que dirigiu o processo de certificação, concedeu este documento à empresa.

O certificado é um documento que garante a todos os países do mundo que este Aeroporto está dentro dos padrões exigidos para receber os voos vindos de qualquer parte do planeta. Sendo que o país os recebia, mas as companhias aéreas gastavam verba em pagamentos às seguradoras, já que não estava mundialmente certificado que o aeroporto de Maputo é seguro.

A Cerimónia de entrega do certificado operacional foi honrada com as presenças do Ministro dos Transportes e Comunicações, Carlos Mesquita, da Vice-Ministra dos Transportes e Comunicações, Manuela Ribeiro, do PCA do Instituto de Aviação de Moçambique, João de Abreu, e do PCA dos Aeroportos de Moçambique, Emanuel Chaves.

Uma equipa do Instituto de Aviação Civil de Moçambique (IACM) esteve a trabalhar no maior aeroporto de Moçambique durante três anos, interagindo com uma outra equipa da Empresa Aeroportos de Moçambique nas áreas operacionais, técnicas e auditoria.

Falando nesta cerimónia, Carlos Mesquita disse estar satisfeito com o trabalho feito porque representa uma prova inegável de que há um trabalho que está a ser feito, “mesmo que seja pouco, mas está a ser feito”.

O Ministro, referiu, na ocasião que há evidências de que o sistema de aviação de Moçambique está a crescer. “É que, se não estivesse a crescer, essas grandes linhas não estariam aqui. Aliás, na aviação não se discute se a segurança é americana, europeia ou africana”. O ponto é que “temos uma grande lista de companhias internacionais que querem usar o nosso aeroporto”.

O PCA do Instituto de Aviação Civil de Moçambique, João de Abreu, disse, na ocasião que o processo de licenciamento do Aeroporto Internacional de Maputo foi marcado por contínua interacção para sanar todas as incongruências. O IACM, em cumprimento dos objectivos preconizados pelo MOZCARS 139 de ANEXO 14, esteve envolvido neste processo durante 3 anos, sendo que o Aeroporto já está em condições de receber qualquer que seja o voo de qualquer que seja o país. Ainda que existam algumas não-conformidades, o IACM julga que estão reunidas as condições para a concessão de certificado duma operação segura e cabal.

Entretanto, o PCA dos ADM, E.P. Emanuel Chaves, referiu que este momento serve como mais um termómetro que estamos a usar para medir o pulsar do nosso trabalho por forma a perceber se estamos a fazer o necessário para atingirmos os objectivos preconizados.

A próxima missão do Instituto de aviação Civil de Moçambique é certificar os aeroportos da Beira e de Nampula. Para já, João de Abreu anunciou que o aeroporto da Beira vai estar certificado para receber voos vindos de todo o planeta terra.


75 visualizações

Seguir

Entre em contato para mais informações

  • Wix Facebook page
  • Wix Twitter page

Copyright © 2017 Aeroportos de Moçambique